+ortho.i

CONTACT US

Sao Paulo, Brazil

Dallas, USA

Barcelona, Spain

© 2019 by Orthoi Consulting

  • Instagram Social Icon
Search
  • DR ADRIANO MAROTTA ARAUJO, DDS, PHD

Orthodontics, Clear Aligners and Fast Food


Welcome to the First Brazilian Orthodontic’s blog! Since 2006. We are pleased to announce that we have nowadays over 5.000 followers, orthodontists from different countries, languages and backgrounds. If your internet browser doesn’t offer the automatically translation mode, please copy and paste this text to the link below and get yourself updated with the most advancement News about Orthodontics, Education and LifeStyle. (https://translate.google.com) ______________________

Ortodontia, Alinhadores Transparentes e Fast Food Prezados Colegas, O mundo está girando cada vez mais rápido e uma estratégia interessante adotada por vários especialistas para se manter sempre no caminho certo é observar exemplos positivos e negativos de outros setores. A Odontologia é um setor prestador de serviço na área da saúde, hoje vamos comentar um pouco sobre um case interessante no também setor de serviços, porém na área da alimentação, precisamente o “fast food”. O Chick-fil-A (restaurante com foco em sanduíches de frango nos EUA) fatura mais por restaurante do que o McDonald’s, Starbucks e Subway combinados, isso mesmo! Só no ano de 2018, os restaurantes Chick-fil-A faturaram mais de U$ 4 bilhões, com média de venda superior a 4 milhões de dólares ao ano por restaurante. E mais incrível ainda é que a empresa gasta muito menos em marketing do que seus concorrentes. O McDonalds por exemplo, só com anúncios em televisão gastou U$ 52 milhões, Chick-fil-A gastou 5 vezes menos. O McDonalds apesar de ser a empresa pioneira no setor de fast food e gastar uma fortuna em propagandas atualmente não é a empresa mais admirada, a mais saudável e nem a mais lucrativa. Como isso seria possível? Veja a seguir alguns dos segredos do sucesso dos restaurantes Chick-Fil-A nos Estados Unidos. 1. Empresa privada sem capital aberto na bolsa de valores. Ou seja, uma empresa familiar não precisa vender a qualquer custo para satisfazer os investidores, assim não precisam fazer parcerias ou vendas de franquias desesperadamente para manter o resultado (belo exemplo para algumas empresas da Ortodontia) e consequentemente possui pouco mais de duas mil unidades. O McDonalds possui 14 mil e o Subway 25 mil restaurantes. 2. Qualidade e escassez. Como o objetivo não é vender a qualquer custo, a rede preza pela qualidade dos seus produtos e gestores. Mais de 20 mil pessoas participam no processo de seleção, porém em média somente 80 franqueados são selecionados por ano. E cada um deles só possui um estabelecimento. 3. Serviço ao cliente. Com qualidade e bons gestores, outro grande diferencial da empresa é o bom serviço no atendimento e investimento na qualidade de vida dos empregados, oferecendo auxilio aos estudos universitários e um dia de descanso por semana. 4. Vende sanduíches “fast food” como todos os outros, porém não vende hambúrguer de carne e sim de frango. Vende batatas fritas como todos os outros, porém de forma diferente. A batatinha em forma de waffle é uma patente e produto best seller da Chick-Fil-A. 5. Fecha aos Domingos. Acredite se quiser mas os restaurantes não abrem no dia mais movimentado da semana (mesmo assim fatura quase o dobro que os concorrentes). E lembre-se que muitos eventos esportivos acontecem sempre aos domingos. Sabemos que o sucesso da Chick-Fil-A não será permanente, o maior desafio agora é seguir com o rápido processo de expansão mantendo todos esses diferencias, mas já vale como lição. A história se repete, o McDonalds foi líder supremo do mercado, como também a Ford, Kodak, Microsoft, Blockbuster e assim vai. Na Ortodontia, vamos observando processo semelhante no mercado dos alinhadores transparentes. Produtos inovadores que marcaram décadas passadas, perdem a essência da evolução ao passar do tempo, seguem o ditado de “fazer o cavalo correr mais rápido” focando no produto em vez de focar na solução e se preocupam mais no faturamento e na bolsa de valores do que na comunidade ortodôntica como um todo. Na última edição do maior congresso da especialidade da Ortodontia, o Annual Meeting AAO realizado em Los Angeles, ficou claro que já existem scanners intra-oral melhores, softwares mais avançados e impressoras 3D de qualidade superior. O ortodontista finalmente acordou e começou a produzir seus próprios alinhadores com resultados de alto nível, pois não existe nenhum segredo, o resultado final depende do planejamento bem executado e não do tipo do bracket, fio ou alinhador utilizado. O diferencial está no software (existem vários opções hoje em dia) e na capacidade de simulação e controle biomecânico dos movimentos dentários em cada estágio do alinhador. Se independente da experiência do ortodontista é comum terminar casos clínicos usando os famosos alinhadores com vários refinamentos, talvez seja sinal que a inteligência artificial do sistema não seja tão inteligente assim, muito menos o aparelho. A solução temporária para deficiência do aparelho oferecendo refinamentos gratuitos com alinhadores ilimitados, não faz muito sentido se possuímos aparelhos ortodônticos mais eficientes no mercado. Recomendo nesse momento usarmos a inteligência de verdade nos planejamentos e bom senso na escolha do aparelho ortodôntico, oferecendo sempre a melhor opção para o paciente. Vejo um processo evolutivo se repetir em vários países do mundo, ortodontistas realizando tratamentos com alinhadores próprios produzidos “in-house” para casos de pouca complexidade e tratamentos híbridos (alinhadores combinados com aparelho fixo antes ou depois) para os casos clínicos de maior complexidade. Observe as recentes melhorias dos alinhadores transparentes tradicional tipo "full-service” (onde todo processo é realizado por empresa terceirizada), estes estão cada vez mais destinados e desenvolvidos para dentistas clínicos gerais e para venda direta aos consumidores. Lembre-se toda quarta-feira abre uma nova loja de alinhadores e em breve os alinhadores transparentes serão comercializados até em redes de farmácias nos Estados Unidos. Infelizmente vejo no Brasil e alguns outros países uma situação distinta e o problema não é econômico, pois hoje a ortodontia digital já está acessível a todos. Me parece que muitos colegas possuem memória curta ou ainda vivem em uma bolha blindada pelo marketing. Pense nisso, se você assistir somente propaganda da Ford, ainda vai achar esse o melhor carro do mundo. Impressionante, como o poder de persuasão bem elaborado de algumas empresas consegue cegar até pessoas mais céticas. Muitos colegas possivelmente não conheciam os diferenciais do Chick-Fil-A e acredito que também muitos não sabem que a Ortodontia já está vivendo uma Nova Era nos Tratamentos com Alinhadores Transparentes. Uma nova fase, onde o ortodontista voltou a ter controle total e hoje pode trabalhar com qualidade igual ou superior com alinhadores transparentes sem depender de nenhuma empresa. Os limites de cada técnica já estão se definindo e o melhor caminho para nossa especialidade seria investir mais tempo e conhecimento no planejamento digital e não nos aparelhos propriamente dito. Aparelho invisível qualquer ortodontista usa, diagnóstico e planejamento digital bem executado é uma arte para poucos. Para os ortodontistas mais novos eu não recomendaria investir tempo em aprender o uso de alinhadores e sim aprender a usar softwares avançados de simulação virtual. Alinhadores são como os bráckets ortodônticos, alguns mais sofisticados outros menos, mas no fim o importante é o conhecimento do ortodontista, agora também digital. Para terminar, segue outro fato interessante sobre Chick-Fil-A? O “A” presente no nome da empresa é referência ao padrão A de qualidade dos produtos e serviços. Fica mais essa lição. Seja você também um Ortodontista nível A e continue seu trabalho independente do aparelho preconizado, com o foco no bem estar do paciente, excelência dos resultados e ética profissional. Abraços, Prof Dr Adriano Marotta Araujo, DDS, MS, PHD www.orthoi.com


13 views