+ortho.i

CONTACT US

Sao Paulo, Brazil

Dallas, USA

Barcelona, Spain

© 2019 by Orthoi Consulting

  • Instagram Social Icon

THE BEST ORTHODONTIC’S TECHNIQUE IN THE WORLD

 

Welcome to the First Brazilian Orthodontic’s blog! Since 2006. We are pleased to announce that we have nowadays over 3.600 followers, orthodontists from different countries, languages and backgrounds. If your internet browser doesn’t offer the automatically translation mode, please copy and paste this text to the link below and get yourself updated with the most advancement News about Orthodontics, Education and LifeStyle. (https://translate.google.com)
______________________

A MELHOR TÉCNICA ORTODÔNTICA DO MUNDO

Seguimos com mais um artigo sobre Ortodontia Digital e claro não podemos deixar de falar sobre as técnicas ortodônticas. Uma técnica pode ser um procedimento ou um conjunto de regras ou protocolos que tem objetivo de alcançar um resultado ou uma solução, sendo normal portanto encontrarmos uma diversidade enorme de soluções para um único problema. Na nossa especialidade não é nada diferente. Cada uma delas com vantagens e desvantagens, e como todos já sabem, a performance da técnica ou protocolo depende muita mais da habilidade e conhecimento do ortodontista do que os meios ou aparelhos no qual usam para empregar a técnica e obter o resultado desejado. 

Um fato importante que deve estar claro, é não confundir técnica ortodôntica com aparelho ortodôntico. A técnica lingual, por exemplo, pode ser utilizada com diferentes tipos de aparelhos, individualizados por computador ou não, com acessórios autoligados ou não, com fios dobrados por robôs ou não, assim como a técnica por vestibular, alinhadores transparentes, etc. Lembre-se que uma mesma técnica, do arco reto por exemplo, possui o mesmo aparelho porém com prescrições diferentes normalmente com nomes próprios de seus idealizadores, entre eles, Roth, Rickets, Alexander, MBT, Damon, Burstone, etc. Enfim, esses protocolos regulam os tratamentos até hoje em dia, assim como os cursos de pós-graduação e formação dos novos ortodontistas. Trabalhamos assim por mais de cem anos, a técnica se mistura com aparelho e vice versa, ficando fácil entender porque a nossa classe social e até os pacientes sempre valorizaram mais os aparelhos do que o próprio diagnóstico e planejamento, até por que, os recursos existentes no século passado eram mais restritos e os bons ortodontistas não conseguiam se diferenciar antes de iniciar o tratamento, propriamente dito. 

O aparelho realmente ajudava a controlar o tratamento, limitando e guiando o movimento ortodôntico com suas prescrições pré determinadas de angulações, torques, rotações, etc. Na verdade, muitos colegas nem sabiam quanto graus de torque era necessário para correção, simplesmente seguia a “receita” prescrita no bracket ortodôntico e tudo iria terminar bem. A boa noticia, ou talvez uma má noticia para alguns é que na Ortodontia Digital, a técnica eleita e o tipo de aparelho agora passaram de atores principais para simples coadjuvantes, para não falar figurantes. E a prescrições dos brackets sumiram de vez e são totalmente irrelevantes. 

O grande responsável por toda essa revolução na Ortodontia foi a evolução da imagenologia diagnóstica. Todos os exames de diagnóstico hoje são digitais e infinitamente mais eficientes do que anos atrás. A evolução dos hardwares, softwares, engenharia e internet também contribuíram bastante para essa grande mudança que está acontecendo da nossa especialidade, que não somente vai mudar nossa maneira de trabalhar e modelos de consultórios, assim como nosso estilo de vida e todo o ensino e educação ortodôntica. A tríade Scan-Design-Print quebrou o sistema e hegemonia dos aparelhos ortodônticos. A impressão 3D já imprime os modelos de estudo, trabalho, alguns aparelhos e em breve vai imprimir os brackets e alinhadores também. Quantos graus devemos colocar nos incisivos? O necessário, talvez nenhum. Conseguimos ter precisão no controle dos movimentos e não mais precisamos de médias, gurus ou técnicos para nos guiar. Nota-se que o metal ou o plástico são responsáveis somente por movimentar o dente, do ponto x para o y e pronto, os aparelhos não regulam mais o tratamento e sim os softwares e o ortodontista. Me parece tão claro essa evolução que eu não compreendo como alguns colegas ainda insistem em falar e valorizar tanto o aparelho ou técnica que usa, seja qual ela for, em vez de falar de suas próprias virtudes e qualidades do próprio consultório.

Se recorda daquela anedota sobre a guerra fria e corrida espacial, onde os americanos investiram mais de 1 milhão de dólares para fazer uma caneta funcionar no espaço a gravidade zero? Você sabe que os russos fizeram? Usaram lápis. É simples assim, devemos focar e investir na solução do problema e não na evolução do aparelho. Hoje em dia se o ortodontista quiser ele consegue perfeitamente usar o melhor de todos os mundos, focando sempre na correção da má oclusão, seja na combinação de técnicas, aparelhos, acessórios, softwares e laboratórios. As oportunidades são infinitas e o Ortodontista se torna uma peça cada vez mais importante nesse novo rumo da especialidade. Me refiro ao Ortodontista digital, é claro. 

Por fim, em qual técnica então devemos investir tempo e conhecimento hoje? A resposta está nesse vídeo. Clique aqui https://www.orthoi.com/digital e acompanhe nossa série de videos sobre Ortodontia Digital.

Dr A.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

RECENT POSTS

August 4, 2018

Please reload

ARCHIVE POSTS

Please reload